Daniel Xiao, assim como muitos outros que sempre aparecem aqui no blog, é um artista muito bom! Vários deles, como de costume, publicam em seus blogs as suas artes, estudos e coisas do tipo. Porém, me chamou atenção algumas peças que Xiao criou em tons de cinza.  Sinceramente eu não costumo ver esse tipo de estudos em blogs ou sites brasileiros, mas nos estrangeiros isso é bem comum. Me questionei o porquê disso.

Vendo então o que era ensinado em cursos de “Entertainment Design” nos EUA, mais especificamente em escolas como Concept Design Academy e Art Center College of Design (onde tive aulas e frequentei workshops) e também Gnomon School, GGMW, FZD School e LAAFA, que conheci e conversei com pessoas que já estudaram, percebi que todas essas escolas possuem em seus cursos de fundamentos de arte um ou mais módulos dedicados aos estudos de profundidade e volume através do uso de “tons de cinza”.

Veja alguns exemplos nas artes de Daniel Xiao:

A princípio parece algo simples, mas a importância e a dificuldade de se trabalhar corretamente com esse método não pode ser minimizada. Não é apenas pintar em cores e depois passar para P/B.  O objetivo é começar a pintar em tons de cinza, buscando representar todas as nuances de profundidade, textura, luz e sombra.

O base teórica é bem simples: 1) pensar em plano de fundo, plano intermediário e primeiro plano;  2) quanto mais ao fundo, mais claro, e quanto mais perto, mais escuro.  Parece fácil hein…  : /

Mais alguns pontos a considerar: Ponto de interesse, variação equilibrada e criativa de formas (os shapes), proporção de objetos em diferentes planos, ausência de valores 100% branco ou 100% preto.

Pronto. Agora que você já domina esse fundamento, pode aplicar todo seu conhecimento em Concept Arts realmente sólidas e matadoras que mostrem tudo que você imaginou quanto a luz, sombra, profundidade, brilho, texturas, volumes e – agora sim -  CORES!!!

Ah, um último ingrediente: MILHAS RODADAS, ou o que lá (nos EUA) eles costumam chamar de “mileage”, que seria algo como “anos e anos de treino e dedicação para assimilar os fundamentos aprendidos “.  Ou resumindo: o que vai fazer de você um verdadeiro artista na área de “Entertainment Design”.