Sketches. Não há como fugir deles. Mas também, quem quer? Afinal, essa é uma das fases mais divertidas de todo o processo de desenvolvimento visual. É onde a gente deixa a mente solta, onde tentamos “buscar um personagem” e transmitir sua personalidade, “buscar um ambiente” e tentar transmitir uma atmosfera, deixar a criatividade correr solta (de acordo com o briefing, claro), apenas se preocupando se a linha tem qualidade ou não, se a sobreposição está lá, se a pose está natural… Ah, fala sério, É DEMAIS! : )

Pena que muitas vezes acabamos pulando essa importantíssima etapa, escolhendo já os primeiros que vêm à mente. Correria, preguiça, prazo apertado, tudo vira argumento. E como convencer “a cúpula da empresa” que “este ainda não chegou lá”? Isso sim é difícil…

Se você der uma olhada com atenção em alguns livros de arte de filmes vai perceber que muitos artistas estão lá creditados como “sketch artist”. São os responsáveis pela geração das idéias iniciais de personagens, os que dão um start na coisa toda.

Apesar de toda essa introdução de apologia aos sketches (hell yeah!!), não é exatamente esse o caso de Andy Bialk. Andy não é um sketch artists, mas character designer na Dreamworks (nada mal também, diga-se de passagem). Selecionamos abaixo seus sketches criados para os filmes como “Madagascar”, “Megamind”, “How to train your Dragon”e “Shrek”. Visite o blog do artista para ver vários outros.

 

 

VISITE: Andy Bialk blog

 

OUTROS POSTS QUE PODEM SER DE SEU INTERESSE: