Eu não sei como ainda não havia mencionado nada de Colin Jack. Sinceramente não sei. Digo isso porque esse artista me influenciou e continua influenciando muitíssimo. Seus trabalhos me transmitem algo de muito bom. Parece mater bem viva aquela visão infantil do mundo que por vários motivos quase todos perdemos lá atrás.

Me lembro bem o exato momento que conheci seu trabalho. Estava no Art Center College. Fui lá com meu amigo Juan Benjumeda para o workshop de figure drawing. Como não estava muito no clima para desenho de observação, fiquei no refeitório fazendo algumas tarefas da CDA. Acho que era uma terça-feira.

Vi suas artes pela primeira vez através de sua entrevista ao blog “character design“, que estava acessando para tirar a tensão da tarefa que eu não conseguia finalizar. Realmente gostei muito dos desenhos, mas não imaginava o quanto eles seriam importantes naquele momento.  Agora, revendo seus trabalhos depois de um bom tempo, consigo perceber isso claramente.

É interessante como a mente trabalha, não? Recebemos estímulos por todos os lados, mas algumas coisas parecem ficar armazenados em lugares diferentes. Isso é muito louco. Se pararmos para pensar, são justamente essas coisas que acabam fazendo parte de nossas influências, e que parecem funcionar como um “click” que nos mostra quando e onde nossa mente e nosso coração trabalham em maior harmonia. Vai entender…

Claro que isso é algo extremamente pessoal. Você pode ver esses desenhos e não achar nada demais. Mas já parou por um momento para ver o que realmente te influencia e por quê? É, no mínimo, um belo exercício de auto-conhecimento em termos de arte.

VISITE: Colin Jack blog  |  Colin Jack Portfolio

 

OUTROS POSTS QUE PODEM SER DE SEU INTERESSE: